O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta quarta-feira (15/9) a conclusão de entrega de 54 milhões de doses da vacina do Butantan ao Ministério da Saúde, encerrando, assim, o segundo contrato com o órgão federal – o primeiro contrato de 46 milhões de doses foi encerrado em 12 de maio.

“Quase 40% de todos os brasileiros tomaram a Coronavac, inclusive eu”, disse Doria.

O Instituto Butantan entregou, ainda, outros 1,8 milhão de doses para iniciar, por determinação do governador, a substituição das 8 milhões de doses retidas temporariamente pela Anvisa e, assim, não interromper o processo de imunização no país.

As doses liberadas hoje foram produzidas pelo Butantan com IFA proveniente de fábrica na China, certificada previamente pela Anvisa. A ação foi possível a partir de conversas junto à biofarmacêutica Sinovac para o envio de novas doses da CoronaVac, em substituição aos lotes que estão suspensos.

Um novo lote com 5 milhões de doses prontas chegará em São Paulo na próxima semana, produzido na mesma planta fabril, oferecendo uma solução prática para o impasse de doses ainda retidas pela Anvisa. Enquanto isso, o Instituto Butantan mantém uma força-tarefa em entendimento junto ao órgão federal para a liberação dos lotes interditados.

As informações foram divulgadas pelo governador, em entrevista coletiva, no início da tarde de hoje.

CONFIRA A COLETIVA NO VÍDEO:

ttps://www.youtube.com/watch?v=_O5fCkbZ_zU
Share:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.