Por Patrícia Lisboa

Os vereadores de Indaiatuba aprovaram em sessão ordinária, na noite desta segunda-feira (20/9), o aumento de 11% nos salários dos funcionários públicos municipais da Prefeitura, fundações, autarquias e da Câmara Municipal, e nos subsídios do prefeito, vice-prefeito e secretários municipais. O reajuste será aplicado a partir de janeiro de 2022, segundo a Prefeitura.

“Não houve reajuste nos salários dos vereadores”, afirmou o presidente do Legislativo, Jorge Luís Lepinsk, o Pepo (MDB), por telefone, ao DROPES. Os projetos ainda não estão disponíveis para consulta no site da Câmara.

Segundo Pepo, o projeto de lei que estabelece o aumento dos servidores foi entregue pelo Executivo à Câmara, hoje. A votação aconteceu em regime de urgência especial (votação única).

Já o projeto de lei que concede reajuste nos vencimentos dos funcionários da Câmara é de autoria da Mesa Diretora do próprio Legislativo.

Logo após a leitura das ementas dos projetos de lei, o presidente da Câmara suspendeu a sessão por dois minutos. “Eu vou pedir dois minutos de paralisação, para reunião das comissões”, disse Pepo.

Antes de ir à plenário, os projetos de lei precisam ser analisados pelas Comissões de Justiça e Redação e de Orçamento e Finanças.

Ao ser retomada a sessão, o presidente colocou em votação o pedido de urgência para a deliberação dos projetos que fixam os reajustes em votação única, o que foi aprovado por nove votos favoráveis e dois contrários.

O projeto de lei que concede aumento nos salários dos servidores municipais foi aprovado pelos 12 vereadores, já o texto que estabelece o reajuste nos vencimentos do prefeito, vice e secretários foi aprovado por dez votos favoráveis e dois contrários; o presidente da Câmara só precisa votar em caso de empate, mas, se manifestou favorável à medida.

Atualmente, o salário do prefeito é de R$ 19.580,20 e do vice-prefeito é de R$ 17.525,00 e passarão a ser de R$ 21.734,02 e R$ 19.452,75, respectivamente. O salário médio dos secretários é de R$ 17 mil.

Durante a sessão da Câmara, o percentual de reajuste nos salários não foi informado e nenhum vereador comentou os projetos de lei.

A assessoria de imprensa da Prefeitura informou que, além do reajuste de 11% nos salários, o cartão cesta alimentação dos servidores passará de R$ 267 para R$ 300.

Share:

8 Comments

  • Gilberto, 21/09/2021 @ 10:05h Reply

    Inaceitável.

  • José Aparecido dos Santos, 21/09/2021 @ 14:00h Reply

    Não é aumento, e sim a reposição da inflação que aliás é um direito constitucional do trabalhador brasileiro.

  • José Aparecido dos Santos, 21/09/2021 @ 14:06h Reply

    Não é aumento e sim reposição da inflação que é um direito constitucional do trabalhador brasileiro

  • José, 21/09/2021 @ 14:10h Reply

    Não é aumento e sim reposição da inflação que é um direito constitucional do trabalhador brasileiro.

  • ANTONIO TOSTA, 21/09/2021 @ 16:02h Reply

    “Eu vou pedir 2 minutos de paralização, para reunião das comissões”, disse Pepo. DOIS MINUTOS, povo ligeiro ein?

  • Rafael, 21/09/2021 @ 23:20h Reply

    É aumento a tds servidores públicos ou somente os “cargos mais altos”?

    • Patricia Lisboa, 22/09/2021 @ 09:53h Reply

      Rafael, o reajuste salarial é para todos os funcionários públicos municipais de Indaiatuba.

  • Vereadores aprovam 10,54% de reajuste salarial para servidores, prefeito, vice-prefeito e secretários de Indaiatuba - Dropes, 22/03/2022 @ 11:30h Reply

    […] Em outubro do ano passado, a Câmara também aprovou o reajuste nos salários dos servidores municipais e dos agentes políticos – de 11% –, que passou a vigorar em janeiro deste ano. Isso porque, em 2020, primeiro ano da pandemia de covid-19, não houve revisão salarial para o funcionalismo. […]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.