Por Patrícia Lisboa

Na repescagem da vacinação contra a covid-19, em Indaiatuba, no último sábado (19/7), foram convocadas 4.627 pessoas acima de 45 anos, gestantes e puérperas (mulheres até 45 dias no pós-parto), mas, 2.817 delas faltaram. Ao todo, foram atendidas 1.813 pessoas. Além disso, 30 pessoas se recusaram a tomar a CoronaVac, a vacina que estava sendo aplicada na data.

A recusa das 30 pessoas em tomar a vacina, no sábado, foi registrada no sistema Minha Vacina, da Prefeitura de Indaiatuba. Agora, elas terão de aguardar uma nova convocação para a vacinação, sem data prevista. Mas, a Secretaria Municipal de Saúde adianta que essas pessoas serão reconvocadas para tomar a mesma vacina que recusaram.

No caso de gestantes e puérperas também havia convocação para a segunda dose da vacina. O atendimento foi feito no Centro Esportivo do Trabalhador.

A secretária municipal de Saúde, Graziela Garcia, alerta para a importância de atender a convocação para a vacinação e para que as pessoas não escolham a marca do imunizante.

“A escolha da marca da vacina é ruim, atrapalha todo o trabalho das equipes e a programação da Secretaria. O vírus não escolhe ninguém, não escolhe quem vai pra hospital, não escolhe comorbidade e por isso não é correto querer escolher a vacina, uma vez que todas elas, que estamos aplicando em Indaiatuba, tem a liberação e autorização da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), órgão máximo regulador sobre o assunto de vacinas”, frisa a secretária.

Share:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.