Por Patrícia Lisboa

A população de Indaiatuba chegou a 260.690 pessoas em 1º de julho de 2021, segundo a estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No ano passado, o município tinha 256.223 habitantes. A diferença é de 4.467 (1,74%) moradores a mais na cidade em apenas um ano.

“Estamos preparados para o crescimento médio de 3% ao ano. Temos um planejamento para os próximos 10 anos, com investimentos definidos para atender a demanda por creches, escolas, hospitais, postos de saúde, malha viária, segurança, abastecimento de água, tudo o que a cidade precisa para atrair novas empresas, para gerar empregos, movimentar o comércio e a economia, sempre com foco na qualidade de vida de nossos munícipes”, comentou o prefeito Nilson Gaspar (MDB), em nota.

As estimativas populacionais municipais são um dos parâmetros utilizados pelo Tribunal de Contas da União (TCU) para o cálculo do Fundo de Participação de Estados e Municípios e são referência para vários indicadores sociais, econômicos e demográficos.

A divulgação das estimativas é feita anualmente pelo IBGE.

Segundo o instituto, as populações dos municípios foram estimadas por procedimento matemático e são o resultado da distribuição das populações dos estados, projetadas por métodos demográficos, entre seus diversos municípios.

O método baseia-se na projeção da população estadual e na tendência de crescimento dos municípios, delineada pelas populações municipais captadas nos dois últimos Censos Demográficos (2000 e 2010) e ajustadas.

As estimativas municipais também incorporam alterações de limites territoriais municipais ocorridas após 2010.

Os efeitos da pandemia da Covid-19 no efetivo populacional não foram incorporados nesta projeção, devido à ausência de novos dados de migração, além da necessidade de consolidação dos dados de mortalidade e fecundidade, fundamentais para se compreender a dinâmica demográfica como um todo.

O Censo Demográfico 2022 trará não somente uma atualização dos contingentes populacionais, como também subsidiará as futuras projeções populacionais, fundamentais para compreender as implicações da pandemia sobre a população em curto, médio e longo prazo.

A população brasileira chegou a 213,3 milhões de pessoas. No ano passado, o Brasil tinha 211,7 milhões de habitantes.

O crescimento estimado da população de 2020 para 2021 foi de 0,74%, de acordo com o IBGE.

A estimativa mostra que os estados mais populosos são: São Paulo (46,65 milhões), Minas Gerais (21,41 milhões) e o Rio de Janeiro (17,46 milhões).

Share:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.