A Secretaria de Saúde de Indaiatuba confirma, nesta terça-feira (31/8), mais duas mortes com diagnóstico de covid-19 e 36 novos casos da doença.

Agora, Indaiatuba soma 770 vítimas fatais da covid-19. Do total de 30.909 pessoas que contraíram a doença na cidade, 30.119 estão curadas ou em recuperação domiciliar.

As mortes ocorreram no Hospital Augusto de Oliveira Camargo (Haoc), ontem (30/8). As vítimas são um homem, de 57 anos, que estava internado desde o dia 2 deste mês e também tinha hipertensão e diabetes; e outro homem, de 69 anos, que tinha sido internado no dia 31 de julho, há quase um mês, e também tinha hipertensão e obesidade.

Hoje, há 38 pessoas com sintomas de síndrome respiratória internadas nas alas para a covid-19, no sistema de saúde de Indaiatuba, e 20 delas já têm diagnóstico confirmado para a doença.

Do total de internados, 19 estão em leitos clínicos de enfermarias e 19 estão em leitos das Unidades de Terapia Intensiva (UTI).

As taxas de ocupação dos leitos de UTI são de 58% no Haoc, que atende pelo SUS, e de 36% no Hospital Santa Ignês, da rede particular. As taxas são as menores desde 24 de novembro do ano passado, quando a ocupação dos leitos de UTI também era de 58% no Haoc e de 33% no Hospital Santa Ignês. Ontem, os índices eram de 67% no Haoc e de 50% no Hospital Santa Ignês.

No momento, a rede municipal de saúde não utiliza leitos externos contratados na rede particular.

Os leitos clínicos em enfermarias têm ocupação de 27% no Haoc (mesmo índice de ontem) e de 38% no Hospital Santa Ignês, que, ontem, tinha 50% de ocupação.

VACINADOS CONTRA A COVID-19

1ª DOSE: 189.709
2ª DOSE: 97.294
DOSE ÚNICA: 6.860
TOTAL IMUNIZADOS: 104.154

CUIDADOS

A Secretaria Municipal de Saúde orienta a pessoa que apresentar qualquer sintoma de contaminação pelo coronavírus, que procure o atendimento on-line Minha Saúde Covid-19. O acesso é pelo site da Prefeitura.

Dúvidas podem ser esclarecidas pelo WhatsApp (19) 9779-3856.

Os cuidados preventivos não podem ser esquecidos: usar a máscara ao sair de casa, manter o distanciamento social, evitar aglomerações e higienizar as mãos frequentemente.

(Fonte: Secretaria de Saúde de Indaiatuba)

Share:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.