Por Patrícia Lisboa

Até às 15h49 desta segunda-feira (25/1), a Secretaria de Saúde de Indaiatuba já havia aplicado duas mil doses da CoronaVac, a vacina contra a covid-19 distribuída pelo Governo do Estado de São Paulo, na última quinta-feira (21/1). Neste primeiro lote, chegaram 2.840 doses e a expectativa é que a aplicação da sua totalidade seja concluída até amanhã (26/1).

Conforme orientações da Secretaria de Estado da Saúde e do Ministério da Saúde, Indaiatuba está vacinando, primeiro, os profissionais da saúde que atuam na linha de frente dos hospitais do município. Esse grupo já têm a segunda dose da vacina garantida pelo Governo do Estado, segundo a Prefeitura.

No Hospital Augusto de Oliveira Camargo (Haoc), o único que atende pelo Sistema Único de Saúde (SUS) na cidade, a expectativa é de imunizar 600 profissionais, neste primeiro momento, segundo a assessoria de imprensa.

VACINÔMETRO

Por meio de um aplicativo criado pelo Departamento de Informática (Depin) da Prefeitura, cada dose aplicada é informada no sistema de contagem da Secretaria Municipal de Saúde.

É possível acompanhar o número de vacinados, em tempo real, pelo site da Prefeitura, no link Minha Vacina, por meio do qual as pessoas que têm direito à vacina devem se cadastrar para receber a primeira e a segunda doses.

MAIS DOSES

A expectativa que é, nesta semana, o Governo do Estado envie um novo lote da CoronaVac a Indaiatuba, já que, na última sexta-feira (22/1), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou o uso de mais 900 mil doses do Instituto Butantan. Deste montante, 200 mil já ficaram para o Estado de São Paulo e 700 mil serão distribuídas para outras regiões do País.

As 200 mil doses do Estado serão distribuídas proporcionalmente para todas as regiões paulistas.

A meta do Butantan é entregar 46 milhões de vacinas contra o coronavírus para todo o país até abril.

PRIMEIRO GRUPO

Em Indaiatuba, após a vacinação dos profissionais que atuam na linha de frente do combate à covid-19, serão vacinados os idosos que vivem em asilos e os cuidadores; e os idosos com mais de 60 anos em geral. Esse primeiro grupo soma 35.111 pessoas.

Share:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.