A Prefeitura de Indaiatuba e a Associação Mata Ciliar fizeram a soltura de animais silvestres em um sítio na zona norte da cidade, na tarde de ontem (17/6). Um grupo de 15 aves composto por dez corujas, cinco do mato e cinco buraqueiras, quatro urubus de cabeça preta e um falcão-quiriquiri, foram reintegrados aos seus habitats naturais. Tratam-se de animais encontrados feridos ou resgatados de cativeiros, que tiveram que ser tratados e reabilitados para voltar à natureza.

Segundo o biólogo do Centro de Reabilitação de Animais Selvagens da Associação Mata Ciliar, Rodrigo Falcão Ventura, esses animais foram enviados ao Centro por estarem feridos e debilitados.

“Eles tiveram que passar por um processo de reabilitação, onde a gente fez os treinamentos de voo, de caça com eles, além do tratamento clínico. Assim que a gente fez a avaliação final e constatou que eles estavam com o estado de saúde adequado, eles puderam voltar para o seu ambiente natural”, explicou.

Cada animal tem sua história de resgate, mas a maioria foi vítima de atropelamentos ou foi retirada de cativeiros e de comércios ilegais.

O processo e o tempo de reabilitação depende da situação de cada animal. Entre os urubus que foram soltos nesta semana, um deles teve uma pata amputada, mas, isso não o impediu de voltar à natureza.

O biólogo explicou que os urubus não usam as garras das patas para caçar como algumas aves, e a falta de uma pata também não o impediu de se manter em pé e de se locomover, por isso, foi considerado apto a ser solto.

A soltura foi comandada pela equipe da Mata Ciliar com o apoio da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos e Meio Ambiente, Defesa Civil e do Grupamento Ambiental da Guarda Civil do município. A bióloga Rafaela Wolf de Carvalho, proprietária da área, também acompanhou a soltura.

Desde 2015 a Prefeitura de Indaiatuba mantém convênio com a Associação Mata Ciliar e já encaminhou para lá mais de 870 animais feridos ou apreendidos de cativeiros.

No Centro de Reabilitação de Animais Silvestres da Associação, que funciona em Jundiaí, os animais resgatados recebem os cuidados que precisam antes de serem reintegrados à natureza, como aconteceu com o grupo de aves.

O veterinário da Secretaria de Serviços Urbanos e Meio Ambiente, Adriano Mayoral, acompanhou a soltura e reforçou que a população pode ajudar quando encontrar um animal silvestre ferido, comunicando a Prefeitura por meio da Secretaria de Serviços Urbanos, Defesa Civil ou do Corpo de Bombeiros. A comunicação pode ser feita pelos telefones (19) 3936-2782, 3894-1593 ou 153. O Corpo de Bombeiros atende pelo telefone 193.

A soltura foi comandada pela equipe da Associação Mata Ciliar (Foto: Leonardo Cruz/RIC/PMI)

Share:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.