A Secretaria de Serviços Urbanos e Meio Ambiente de Indaiatuba inicia, neste sábado (28/8), o Projeto Bairro Verde, com o objetivo de reforçar a arborização urbana do município.

A proposta é escolher bairros menos arborizados para fazer o cadastramento e a orientação com os moradores para incentivar o plantio de árvores nas calçadas. O bairro João Pioli será o primeiro a ser atendido.

Os plantios serão realizados no dia 18 de setembro, antecipando as ações em comemoração ao Dia da Árvore.

Segundo o secretário municipal de Serviços Urbanos e Meio Ambiente, Guilherme Magnusson, equipes farão visitas nas residências do bairro para explicar os benefícios da arborização urbana e fazer o cadastramento das famílias que desejarem ter uma árvore plantada na calçada de suas residências.

“Nesta etapa do projeto, além da conscientização ambiental, queremos orientar a população que serão tomados todos os cuidados com o plantio, usando espécies de tamanhos adequados, com mudas que se adaptam ao ambiente e que não trarão problema futuros, como contato com a fiação, por exemplo”, completou.

Paralelo às visitas nas residências, a equipe de Serviços Urbanos montará tendas dos projetos Biodiesel Urbano e do Click Árvore no bairro escolhido para orientar as pessoas que estiverem em trânsito e também para fazer a doação de mudas de árvores aos interessados.

O ponto de coleta seletiva móvel da empresa Corpus estará no local para atender a população. As tendas serão instaladas na pracinha do João Pioli, localizada na Avenida Artes e Ofícios, no cruzamento com a Avenida dos Artífices.

No dia 18 de setembro, os plantios ficarão sob o comando da equipe do Projeto Click Árvore e serão realizados em sistema de mutirão, inclusive, com a participação dos próprios moradores do bairro.

Magnusson reforça que as árvores nas calçadas trazem benefícios como a diminuição da poluição do ar, ajudam a amenizar a temperatura, protegem a biodiversidade e também aumentam a absorção de água no solo.

O Projeto Bairro Verde segue as diretrizes do Plano de Arborização Urbana do município que foi criado em 2015 como um instrumento de planejamento e disciplina municipal para a execução da política de plantio, manejo, preservação e expansão da arborização urbana.

No documento estão estabelecidos os parâmetros para a arborização de passeios em vias e de áreas livres públicas; tabela de distanciamento; critérios para escolha de espécies e para plantio em calçadas, praças e avenidas; espécies indicadas para a redução da poluição e a lista de espécies arbóreas nativas frutíferas para plantio em áreas verdes públicas.

Share:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.