O boletim Seade Informa Economia divulgado neste mês aponta que a região administrativa de Campinas cresceu mais que as demais regiões do Estado. No comparativo do primeiro trimestre de 2021 com o mesmo período de 2020, a evolução foi de 9,2%.

O resultado foi positivo nas 16 regiões administrativas, porém, a de Campinas se destaca. Na média, o crescimento do Estado de São Paulo foi de 6%. Depois de Campinas, aparecem a região de Sorocaba, com 6,8%; de São Paulo, 5,9%; e a Central, 5,3%.

Para o secretário de Finanças de Campinas, Aurílio Caiado, o crescimento acima da média das demais se dá pela região abrigar setores com mais intensidade tecnológica e que foram mais demandados durante a pandemia. “Os setores de informática e todos os demais de tecnologia da informação e da comunicação cresceram muito durante a pandemia, o que explica em parte este crescimento”, explicou.

A Região Administrativa de Campinas ocupa uma área de 27.079 km², que representam 10,9% do Estado e conta com 90 municípios. Ela é suprida por grande malha rodoviária, em que se destacam as rodovias Anhangüera e Bandeirantes, ligando a região a São Paulo e ao interior do Estado. Há também ferrovia operada pela Ferroban, além de inúmeras estradas vicinais. A região é servida, ainda, pelo gasoduto Bolívia-Brasil. Campinas também conta com o Aeroporto Internacional de Viracopos.

Share:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.