Por Patrícia Lisboa

Na reclassificação do Plano São Paulo feita pelo Governo do Estado, na sexta-feira (26/2), Indaiatuba – bem como as demais 41 cidades abrangidas pelo Departamento Regional de Saúde de Campinas (DRS-7) – regridem da fase amarela para a fase laranja, por causa do aumento das internações em decorrência da covid-19. As regras da fase laranja começam a valer nesta segunda-feira (1º/3).

Segundo a secretária de Estado de Desenvolvimento, Patrícia Ellen, a região de Campinas ultrapassou o limite de 70% de ocupação dos leitos em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para a covid-19, por isso, regride para a fase laranja. O índice da região é de 73,4%, superando a taxa do Estado, de 70,4%.

Em Indaiatuba, o Hospital Augusto de Oliveira Camargo (Haoc) – o único que atende pelo Sistema Único de Saúde (SUS) – tem apenas um dos 24 leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Covid-19 disponível, nesta sexta-feira (26/2), de acordo com o boletim do hospital.

“Estamos na pior fase da pandemia e precisamos de mais colaboração da população”, disse Patrícia Ellen.

Na fase laranja, todos os setores de comércio e serviços, incluindo academias, salões de beleza, restaurantes e atividades culturais, como cinemas e teatros, são permitidos com limite de ocupação de até 40% da capacidade de público do estabelecimento.

O funcionamento é autorizado por até oito horas diárias com atendimento presencial até às 20h. O consumo local em bares é proibido. O funcionamento de buffet infantil não é recomendado pela Vigilância Sanitária.

Regras da fase laranja do Plano São Paulo (Foto: Reprodução/YouTube)

RECLASSIFICAÇÃO

Além da região de Campinas, também regrediram da fase amarela para a fase laranja as regiões da Grande São Paulo, Sorocaba e Registro. Da fase laranja para a fase vermelha, retrocederam as regiões de Marília e Ribeirão Preto. Somente a região de Piracicaba progrediu da fase laranja para a fase amarela. As demais, não tiveram alteração.

Com isso, 70% da população do Estado de São Paulo, se encontram na fase laranja, 15% estão na fase vermelha e 9% na fase amarela.

COLETIVA

Acompanhe a entrevista coletiva no vídeo abaixo.

Share:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.