Por Patrícia Lisboa

O governo do Estado de São Paulo libera a abertura do comércio e serviços não essenciais até às 23h e com 60% de ocupação, a partir desta sexta-feira (9/7) – feriado estadual da Revolução Constitucionalista de 1932 – até o dia 31 de julho. As novas regras da fase de transição do Plano SP, para enfrentamento da pandemia de covid-19, foi anunciada pelo governador João Doria (PSDB), em entrevista coletiva, nesta quarta-feira (7/7).

Até amanhã (8/7), valem as regras atuais, com horário permitido para funcionamento das 6h às 21h – duas horas a menos – e com 40% da capacidade, 20% a menos em relação ao novo período da fase de transição, que começa na sexta.

“Embora mantenha a fase de transição – que é a fase atual do Plano São Paulo – vamos ampliar o horário de funcionamento das atividades econômicas, em todo o Estado de São Paulo, exceto onde prefeitos ou prefeitas entenderam que devam ter posições mais restritivas. Mas, em todo o Estado de SP, a partir desta sexta-feira, as atividades econômicas poderão funcionar até às 23h. Isso inclui bares, restaurantes, padarias, shoppings, comércio e serviços”, anunciou o governador.

“Com a queda dos indicadores da pandemia, vamos estender o horário de funcionamento das atividades econômicas por mais duas horas, das 21h às 23h, uma excelente notícia. E vamos também aumentar a permissão de ocupação de 40% para 60%, mantidas todas as demais cautelas e protocolos sanitários”, acrescentou.

“Com o avanço da vacinação e a queda nos índices da pandemia, caminhamos, passo a passo, de maneira gradual e segura, para a volta plena do funcionamento da economia, em São Paulo”, concluiu Doria.

A ENTREVISTA COLETIVA AINDA ACONTECE NESTE MOMENTO, CONFIRA NO VÍDEO ABAIXO.

Share:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.